A CURA CÓSMICA

6 de mar de 2011



A cura cósmica é a recondução do ser humano à sua origem interna, é a consciente unificação da vontade pessoal com a vontade superior do próprio indivíduo.
Realiza-se pela sin­tonia com a realidade espiritual e se inicia quando temos von­tade de saber qual é a verdadeira meta da vida.
Esse processo de cura intensifica-se só quando nos entregamos aos níveis superiores do nosso ser — o que podemos fazer de maneira simples, dirigindo-nos a esses níveis internos da consciência, porém, com toda a sinceridade:

Quero ser aquilo para que fui criado. Farei o que for preciso para isso.

Ao nos entregarmos assim à von­tade interna do eu superior, podemos desempenhar o papel que nos cabe no universo em que vivemos e entrar em harmonia. E, à medida que essa harmonia chega ao plano físico, as doenças podem ser eliminadas, pois elas surgem justamente quando há desvios no caminho traçado para nós.
Se estivermos preocupados só com a remoção de algum incômodo físico, emocional ou mental, ficamos limitados aos problemas da personalidade e, assim, impedimos que ocorra uma cura verdadeira, não-paliativa.
Devemos nos aproximar da cura cósmica com humildade, em um estado interno de silêncio, de imparcialidade diante do que desconhecemos.

Devemos aprender a calar e observar.
Calar significa não criar expectativas. Se já nos oferecemos, nosso eu superior nos escutou.
Na verdade, sabia das nossas necessidades antes de a ele nos dirigirmos. Observar é estarmos atentos para perceber o que o eu superior quer de nós, o que devemos mudar.
Se há enfermidade, é porque não estamos praticando aquilo para que fomos criados.
Nenhum curador pode resolver nosso problema se não nos transformamos. Na verdade, para a cura se tornar efetiva, a forma de agir da medicina comum deve complementar-se com procedimentos que considerem o ser como um todo e o levem a se harmonizar com realidades profundas.
O curador espiritual transcende os aspectos materiais do paciente. Para isso interage com leis internas.
O trabalho do curador começa no seu próprio ser: ele tem de sanar suas desarmonias antes de se tornar veículo de cura para os demais. Somente quando começa a se unir à vontade superior dentro de si mesmo é que passa a transmitir a energia de cura a que nos estamos referindo.
Há médicos e terapeutas que se tornam curadores. Há, também, curadores que deixam de sê-lo por usarem a energia de cura com propósitos egoís­tas, por explorarem comer­cial­mente o seu trabalho.
Enquanto a medicina e a terapia normais são legalmente exercidas mediante pagamento, a cura cósmica é in­compatível com qualquer tipo de retri­buição.
Dar de graça o que de graça se recebe é uma lei expressa por Jesus, um curador, e essa lei continua a reger o serviço de todos os curadores autênticos.
Praticamente não há, na superfície da Terra, quem não precise de cura. Por isso, há na Terra centros suprafísicos dedicados à cura cósmica, alguns dos quais foram revelados.
Esse é o caso de Aurora, civilização não-física que está na área intraterrena do Uruguai e cuja irradiação chega à superfície.
Não há limitações para a cura cósmica: ela se dá além das dimensões materiais.
Assim, se tivermos a intenção de realizar a vontade do nosso eu superior, estabelecemos con­tato telepático com centros como Aurora, não importa que estejamos em outras dimensões da consciência.
Se estivermos com essa atitude correta, a energia de cura pode tornar-se realidade para nós.
Entre os recursos de que dispomos para entrar em contato com esse nível de cura, os mais poderosos e próximos de nós são a fé e a devoção ao que é o mais elevado que possamos conceber.

Trigueirinho

Postado por Denise Martins Garcia em
ORDEM UNIVERSAL DOS SERES ESTELARES
Colaboração:http://aluisionestelar.ning.com
http://euescolhoaluz.blogspot.com

StumbleDiggTechnoratiRedditDelicious

0 comentários:

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...