A arte do silêncio

14 de jan de 2011



Nesse texto Janaina Depiné desabafa sobre a importância do silêncio na vida de cada um.



A arte do silêncio

Dizem que quanto mais se sabe ouvir, mais sábio se é. Saber ouvir e calar, no entanto, é um desafio daqueles!

Ao administrar um conflito, especialmente com pessoas tempestuosas, arrogantes, tente usar o silêncio para diminuir o confronto e aumentar as chances de um diálogo maduro e saudável.

O silêncio e a humildade

Sabe quando aquela pessoa desanda a listar seus defeitos, alguns que talvez não lhe pertençam?

E o namorado que nunca erra e busca culpados, normalmente você, para os tropeços da vida a dois?

E quem humilha e fere sem a menor necessidade?

Silencie e escute apenas. Além de demonstrar humildade, você terá a chance de entender melhor o outro. Sim, a psicologia explica que as pessoas costumam ser intolerantes quando alguém está espelhando algum defeito dela mesma. É um mecanismo de autodefesa. Por puro orgulho, a pessoa não quer ver os próprios defeitos, assim, é mais fácil jogar a culpa no outro.

Entendido isso, fica mais fácil observar e entender quem vive a penalizar os outros por seus problemas.

O silêncio e a caridade

Você sabe que aquele colega é um poço de vaidade, ou que seu relacionamento fracassou porque o companheiro era muito dependente. Enfim, os defeitos dos outros às vezes gritam tão alto, mas o protagonista deles não escuta. O que você faz? Se cala. Sim, isso é caridade!

Não adianta forçar o outro a ver os próprios defeitos. Enquanto a pessoa não se vê, não se auto-analisa, não muda. Cada um tem um ritmo, respeitar o tempo do outro é ser caridoso.


O silêncio e o heroísmo

Quantas vezes você se calou quando estava sofrendo, encarou a vida e seguiu em frente? É isso que faz de nós heróis, de carne e osso.

Em muitas ocasiões os interlocutores estão tão exaltados que não há o que se falar. Melhor deixar baixar a poeira e, depois, com calma discutir o assunto com sabedoria e na hora certa. Caso contrário, lembre-se do que dizia minha avó: “Quem perde a calma, perde a razão”.

O silêncio e a delicadeza

Você sabe ouvir? Você presta atenção no que o outro fala a você? Lembra-se dos fatos narrados pelos amigos e colegas ou a única voz que ecoa no seu ouvido é a sua?

Calar quando o outro está falando, é um sinal de delicadeza, respeito. Coisa que deveríamos saber desde pequenos, mas muitos adultos ainda não exercitam isso.

Em alguns momentos, é prudente só ouvir, para então, quando questionado, emitir a sua opinião.

Qualquer diálogo tem uma cadência, saiba seguir o ritmo!

O silêncio e a sabedoria

Por fim, e não menos importante, quando você está diante do que não entende, o melhor a fazer é calar-se. Isso é um sinal de sabedoria.

No final das contas, tudo se resume em conhecer o outro e, mais importante, conhecer a si mesmo. Essa é a grande viagem da vida.

Como li recentemente “Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda”.

Bom despertar para você e para mim!

StumbleDiggTechnoratiRedditDelicious

0 comentários:

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...